A.Camargo é uma empresa que se preocupa com o esporte e a cultura do nosso país, nosso compromisso com estas àreas está muito além da visibilidade da empresa ou do apoio a projetos já conhecidos pela maioria das pessoas. O foco da A.Camargo está em garantir o acesso da população aos bens culturais e ajudar atletas que lutam e se esforçam para afirmar a identidade brasileira. ;-)

apoio esportivo ao atleta cadeirante a.camargo

O paratleta goiano Valdemar Antônio de Oliveira, de 50 anos, conta com o apoio esportivo da A.Camargo e já conquistou duas medalhas, sendo 01 de bronze e 01 de prata na modalidade de atletismo,  durante o Circuito Brasil Paraolímpico, realizado na cidade de Brasília nos dias 18 e 20 de maio deste ano. O paratleta já participou deste Circuito por 2 anos consecutivos, 2011 e 2012, e na prova que reúne os nomes do atletismo nacional e mundial nas ruas de Cuiabá, capital de Mato Grosso, ele consagrou-se vice-campeão com o tempo de 1h31min33seg. Para continuar disputando vitórias Valdemar recebe o patrocínio esportivo da A.Camargo.  :-D

É muito gratificante para nós da A.Camargo apoiar uma pessoa com o Valdemar. Ele nos motiva a cada dia com essa determinação que ele tem. Apesar de suas limitações consegue alcançar suas metas e isso serve de exemplo para todos nós. Vejam só o currículo vitorioso do atleta cadeirante Valdemar:

apoio esportivo ao atleta cadeirante a.camargo

 

Outro projeto que conta com o apoio cultural da A.Camargo através da Lei Goyazes, a lei estadual de incentivo à projetos culturais, é o curta-metragem Destimação, dirigido por Ricardo Podestá, da Mandra Filmes, que concorre no Anima Mundi, no Rio e em São Paulo, e dependendo do resultado pode vir a concorrer ao Oscar de curta-metragem de animação. Imaginem só o primeiro Oscar brasileiro ser de um goiano? E ainda patrocinado pela A.Camargo? Estamos na torcida!!! Mas a simples possibilidade de um curta brasileiro representar o país no Oscar já é algo a ser comemorado.

patrocinio cultural lei goyazes a.camargo

O curta  já ganhou na X Mostra ABD Cine Goias, o prêmio de melhor trilha sonora original. O filme trata da relação de uma criança com a cidade grande. Sem mãe e com o pai ocupado, o menino encontra em um papagaio a companhia que precisa para suprir a carência. Outro assunto abordado nos 13 minutos do curta é o tráfico de animais e bichos de estimação.

 

Dentre os projetos da Mandra Filmes, A.Camargo também já proporcionou o patrocínio cultural, através da Lei Goyazes aos filmes:

2009 –  Cattun

Prêmios: 1° Cine Grandes Curtas/RS  (prêmio de melhor edição de som), VII Mostra ABD Goiás (troféu seu Chico de melhor filme ambiental e troféu melhor curta metragem em animação), 2° Curta Taquary (melhor edição de vídeo), 9° Goiânia Mostra Curtas (troféu menção honrosa  premio especial do júri oficial) e 4° Animaserra 2009 (troféu melhor animação 2D  -   1° lugar).

 

2010 –  Rupestre

Prêmios: VIII ABD CINE GOIÁS ( Troféu Janelas de Goiás – Melhor Animação) e VI Festcine Goiânia (Troféu de melhor animação).

 

2010 – TamanduAbandeira

Prêmios: XII- FICA Festival Internacional de Ciname Ambiental (Prêmio José Petrillo  de melhor produção Goiana), VII- Festcine Goiânia (Troféu de melhor animação), 6° LOCOMOTIVA (Troféu de Melhor Qualidade Técnica Mostra Infantil, Júri Profissional)e 7° FATU – Festival de Brasileiro de Filmes de Aventura, Turismo e Sustentabilidade – SP (Prêmio de Melhor Roteiro).

 

2011- Peixe Frito